Com a palavra, o aportador de São Bernardo do Campo



Oi querid@s, querida blogosfera, gatas e gatos pingados que visitam esse rincão de São Bernardo do Campo na internet, tod@s querid@s, porque eles venceram, mas o sinal não está fechado para o querer aproximar-se com afeto, independentemente da ideologia.

Do lado de cá do quadrante, as coisas seguem muito duras. A porrada vem de longe, do mercado, do poder paralelo (salve Marielle), de nós mesmos e daqueles que não suportam a pluralidade de visões de mundo como premissa da vida democrática. Difícil é ter ânimo pra suportar tudo, mas cá estamos, aguardando a hora do nosso retorno triunfal, regado a muito rum que aquele amigo esquerda caviar trouxe da ilha como souvernir pros irmãos e irmãs.

Mas não é só de esperança que vive esse militante do MST. Como legítimo representante do povo, a gente é ousado contra as estruturas de poder, chega chegando bagunçando a zorra toda, mais perigoso que Fidel em Sierra Maestra. E faltava um de nós aqui, a blogosfera das finanças, o famoso botecão do deus Mercado. Como ainda não topei com nenhum companheiro ou companheiro nessas bandas, entendi que faltava aqui um comedor de pão com mortadela, um bebedor de cachaça, alguém que troca o disco velho por um canto a torto e à esquerda.

E nesse domingo à noite, depois daquele churrasquinho de criança gato com a galera acampada em frente à carceragem da PF em Curitiba, resolvi falar à toda blogosfera sobre investimentos, política, filosofia e o que mais convier. Tô aí aberto à troca de ideias, sem a menor pretensão de impor as minhas e sem o menor compromisso com dogmatismos e supostas verdades.

Quanto aos investimentos, a carteira atual soma quase R$64.000,00, alocada assim:


A carteira de ações tem hoje ABEV3, ALUP11, B3SA3, BBSE3, EGIE3, EZTC3, HYPE3, ITSA4, USIM5 e WEGE3. Tô de olho na MDIA3, vou pedir pra eles pagarem dividendos em biscoito maizena pra dar um up no café da manhã da companheirada. 

A carteira de FIIs tem BBRC11, BRCR11, EDGA11 (maior furada), FFCI11, FIIP11B, HGJH11, HGLG11, HGRE11, HTMX11, JSRE11, KNCR11, KNIP11, KNRI11 e SAAG11. 

A maior parte da carteira em RF é pós-fixada: CDBs rendendo acima de 120% do CDI, Tesouro IPCA, embora tenha títulos comprados no governo da nossa grande e defenestrada mãe, de 15 a 17% a.a.

(Em tempo: a composição da carteira não representa qualquer indicação de compra. Não sou certificado para exercer qualquer tipo consultoria de mercado. O objetivo é de simples compartilhamento da experiência)

A estratégia é B&H, um tradezinho de valor vez ou outra e geração de renda passiva. Nas próximas postagens informo dados como DY da carteira, aportes mensais, o que eu faço da vida, como o Samuel Xavier consegue ser pior que o Patric (tinha que ser a lateral-direita), entre outras coisas tão irrelevantes quanto incompreensíveis. 

Como é de sabença geral, uma baixíssima capacidade cognitiva acossa os esquerdistas e comigo não haveria de ser diferente. Assim, tanto a síntese quanto a leitura textual acabaram por me esgotar fisicamente, de modo que só um dreher me reanimará. Mas deixo um caloroso abraço! 

Tchau querid@s!  

Comentários

Postar um comentário